Chatbot para Gerar Leads: como otimizar em até 1000% sua geração de leads ?

marketing-digital-40

Os chatbots são a próxima fase na migração de um mundo dominante em desktop para um mundo móvel.

Embora os bots ainda estejam em estágio inicial, à medida que a tecnologia melhora, eles estão posicionados para substituir o atendimento de sites de marcas e os aplicativos individualizados.

Mas e se eu te disser que ainda com um bot simples (ou seja, sem inteligência artificial) é possível aumentar sua receita?

Pois é o que vou te mostrar até o final deste artigo.

O que é um ChatBot?

Pode parecer algo complicado, mas na verdade é simples.

Um bot nada mais é do que um programa de computador que automatiza determinadas tarefas, geralmente conversando com um usuário por meio de uma interface conversacional.

Os bots mais avançados são alimentados por inteligência artificial (IA), ajudando-o a entender solicitações complexas, personalizar respostas e melhorar as interações ao longo do tempo.

Para a IA trabalhar de maneira assertiva, é preciso de um enorme volume de amostragem de dados para alimentar o bot diariamente — do contrário pode ser que não faça sentido tamanho investimento em tecnologia.

A I.A. ainda está em sua infância, então a maioria dos bots segue um conjunto de regras programadas por um ser humano por meio de uma plataforma de criação de bots. É tão simples quanto ordenar uma lista com respostas prontas, muitas vezes sem precisar conhecer uma linha de código.

Exemplo de chatbot com caminhos pré-determinados

Não subestime um chatbot simples com caminhos pré-determinados: nós conseguimos melhorar em 1000% o custo por lead de um de nossos clientes usando um desses.

Quais são os benefícios dos bots?

Automatizar o atendimento, gerar leads e muito mais.

Os bots permitem uma interação bidirecional e personalizada entre o consumidor e uma marca e proporcionam uma facilidade de acesso e rapidez que não podem ser alcançados via e-mail, preenchendo um formulário em um site ou mesmo através de tuítes.

Mas o benefício dos bots não é necessariamente atingir um grande público.

Embora a escala provavelmente venha, os chatbots também podem ser úteis para fornecer dados às marcas para ajudá-las a entender melhor o consumidor.

O maior desafio de construir um chatbot não é a técnica

É a conversação.

Seu trabalho é entender as interações que seu público já está tendo com sua empresa e então aproveitar a interface de conversa de uma forma que produza o máximo de impacto com a mínima abordagem de vendas.

A missão final de um bot é fornecer um serviço que as pessoas realmente querem usar.

É como uma conversa totalmente consultiva.

Se você pensar que o seu bot é apenas outro canal de comunicação, seu foco será equivocado.

Os melhores bots aproveitam as microdecisões que os consumidores vivenciam diariamente e os vêem como uma oportunidade de ajudar. Seja ajustando uma reserva, atualizando as informações de envio para um pedido ou dando conselhos médicos, os bots fornecem uma solução quando as pessoas mais precisam.

Ironicamente, é obviamente aí que moram as maiores oportunidades de vendas!

Sua empresa precisa estar alinhada a este novo modelo de consumo baseado em experiência de consumo e valor percebido.

Como otimizamos em 1000% o custo por lead com Chatbot

Aqui na Alaska nós atendemos um cliente do segmento de telecom.

Nosso papel é ajudá-los a gerarem cada vez mais e melhores leads por meio de landing pages e gestão de mídia paga.

Lembro que no começo da estratégia eles geravam sozinhos uma média de 1 lead diário por um custo de R$ 70, usando o próprio website.

OK! Então nós assumimos o volante.

Estudamos o segmento, identificamos oportunidades e fizemos uma nova landing page baseada nessas pesquisas.

O resultado foi de 1 para 6 leads diários por R$ 50 de CPL (custo por lead).

Você deve estar pensando — Uau! Melhorou muito”.
E melhorou mesmo, mas só no volume.

Ainda havia um desafio para superar: a maioria dos leads eram desqualificados, ou sejam, convertiam por curiosidade ou não tinham o fit ideal para a compra. Era melhor ficar nos 1 lead por dia com o CPL de R$ 70…

Bola pra frente, precisávamos otimizar a situação.

Sentamos em time, estudamos mais e pensamos…

O segmento é muito concorrido. Mas todo mundo faz a mesma coisa: landing page de ofertas, landing page de ofertas, landing page de ofertas.

Daí veio a luz. ?

Montamos um chatbot e colocamos pra rodar!

O roteiro foi pensado em qualificar os leads por meio da conversa.

Subimos uma campanha com o bot como um teste AB.

Resultado: o CPL baixou de R$ 70 para R$ 7!
Isso mesmo: 1000% mais econômico e com muito mais qualidade!

Como o chatbot é conversacional, é possível solicitar dados sensíveis de forma mais tranquila e segura — algo que seria muito difícil numa landing page.

Relatório resumindo o desempenho da campanha com website, landing page e depois com o chatbot

Com esse resultado nós conseguimos chegar num retorno de investimento totalmente satisfatório (o que justificou inclusive o aumento da verba de investimento em Google ADs).

Antes o investimento era de R$ 1.500/mês em mídia e retornava aproximadamente 40 leads desqualificados. Agora com o bot, geramos aproximadamente 150 leads qualificados com o mesmo investimento.

Consequentemente o ROI e receita de vendas quase triplicaram.

Demais, né?

Se você quiser saber como começar a trabalhar com performance na sua empresa, e assim conseguir escalar o seu negócio, baixe o nosso “kit do marketing de performance” gratuito abaixo.

Se quiser tirar alguma dúvida sobre como fazer um chatbot que converta leads para a sua empresa, me mande um e-mail.

Será um prazer trocar uma ideia com você! ?

O processo que usamos para a construção de um chatbot

Nós já criamos diversos bots, seja para a própria Alaska – Marketing Digital, quanto para nossos clientes.

Após validar alguns modelos, nós desenvolvemos um processo ideal próprio para a construção de chatbots que convertem leads.

Vou compartilhar esse processo com você.

Basicamente a primeira coisa que você precisa fazer é entender profundamente as necessidades e objetivos do usuário que irá interagir com o bot.

Para isso utilizamos a ferramenta Canvas de Proposta de Valor:

canva de proposta valor

Uma vez que você mapear os pontos de valor, é hora de partir para o segundo passo: o mapeamento das perguntas necessárias para criação do roteiro.

Esse passo é totalmente colaborativo, ou seja, o seu cliente deve participar.

A partir do momento que você tiver um roteiro em mãos, é hora de dar vida ao seu chatbot! Escolha uma plataforma ideal e construa o seu bot lá.

Pronto.

Agora é só subir as campanhas e validar o projeto final.

A partir de agora você vai começar com ações de otimizações do seu bot e também a nível de campanha: para isso fique de olho nas taxas de conversão do bot e no CPA geral — otimize constantemente ambos com teste AB.

Agora é a sua vez de botar a mão na massa e extrapolar resultados. ??

marketing de performance

Sobre o Autor

Guilherme Lacerda
Guilherme Lacerda

Sócio-Diretor na Alaska Marketing Digital e blogueiro nas horas vagas. Crio, executo e otimizo estratégias de retorno rápido, mensurando todos os resultados obtidos para maior conversão em vendas.

marketing-digital-40

AUMENTE SUAS VENDAS 🔥

Os melhores hacks, ferramentas, dicas e novidades de Growth Marketing!

Assine a Newsletter: