Inbound Commerce: como aplicar Inbound Marketing para ecommerce

O Inbound Marketing tem levado resultados visíveis para empresas que começaram a aplicar a estratégia em seus negócios. Porém, ainda há algumas dúvidas quando o assunto é loja virtual.

A prática dessa estratégia nas lojas online chama-se Inbound Commerce e seu processo é exatamente o mesmo do Inbound Marketing, tendo como única diferença que o produto será vendido online.

Segundo uma pesquisa da Experian Hitwise, a taxa média de vendas brasileira em um ecommerce é muito baixa.

A cada 100 usuários, 1,65 que entram em uma loja virtual realmente compram.

E se você pudesse resgatar a maioria das pessoas que desistiram da compra? Já parou para pensar que elas podem nunca mais voltar ao seu site?

Com estratégias corretas do Inbound Commerce é possível aumentar as suas vendas e ainda ganhar autoridade para sua empresa.

> As etapas do Inbound Commerce
> Como aplicar o Inbound Commerce na sua loja
Conseguindo mais tráfego para sua loja
> Elevando a conversão final em vendas

As etapas do Inbound Commerce

Assim como o Inbound Marketing, o Inbound Commerce utiliza o mesmo processo: o funil de vendas.

1. Atração

Quando o usuário vai descobrir um problema e aprender que ele pode solucioná-lo ou quando vai atrás do seu problema e descobre que existem soluções.

2. Conversão

A partir do momento em que o usuário descobriu que tem um problema e já sabe o básico sobre o que ele precisa, ele busca por informações mais completas.

E é assim que ele aceita entregar alguns dados sobre ele (nome, e-mail, cargo…) em troca de algo que faça ele solucionar ou aprender sobre o seu problema ou desejo.

3. Consideração e intenção

Essa é a etapa em que o usuário já virou um lead.

Basta você nutri-lo com informações que o levem a considerar uma compra.

4. Decisão

A última etapa do funil de vendas é quando ele vai decidir o que e onde comprar.

Essa é a etapa onde você realmente apresentará a sua empresa e as vantagens de comprar produtos e serviços dela.

Depois de resumir cada etapa do funil de vendas, já podemos ir para o passo a passo de como colocar em prática o Inbound Commerce.

Inbound Commerce

Como aplicar Inbound Commerce na sua loja

A partir de agora você vai entender como aplicar o Inbound Commerce e fazer com que as vendas da sua loja virtual aumentem.

1. Defina as personas

Quem acompanha o blog, com certeza já sabia que essa seria o primeiro passo: já explicamos a importância de ter uma persona bem definida para marcas e sempre batemos nessa tecla.

Se você não tem um planejamento para quem você vai produzir conteúdo e segmentar os seus anúncios, com certeza todo o seu esforço pode ir por água abaixo.

Identifique o que o seu público gosta, como age, como fala, onde mora, qual a faixa etária, qual o seu emprego, quem são os seus amigos, etc… Tendo essas informações claras no seu plano de marketing, a estratégia não tem como dar errado.

2. Planeje cada processo

Se você não conseguir visualizar o que precisa fazer e quando vai fazer cada pequena estratégia, esqueça. O Inbound Marketing nunca vai dar certo!

É preciso planejar cada etapa e o que você fará em cada processo.

Escreva em um papel, agenda ou word cada pequena coisa que você precisa fazer para atingir tal objetivo – criar um fluxograma também é uma boa.

Quando você consegue visualizar o seu plano completo de marketing é muito mais fácil saber por qual caminho seguir depois de terminar alguma etapa do processo.

3. Consiga tráfego para o seu ecommerce

No Inbound Marketing o mais comum é a criação de blog como um dos principais canais de atração. Não é diferente no Inbound Commerce, porém você tem que saber que é necessário levar visitas diretamente para o seu site de compras, já que ele é o único meio de vendas que você tem.

Perceba que com um ecommerce, o potencial cliente terá que ir até a sua loja comprar e não um vendedor entrar em contato na última etapa do funil de vendas, como de costume.

Portanto, quanto mais usuários levar para o seu site, melhor.

Adwords – anúncios patrocinados

Pense comigo: você comprou o melhor carro do mundo. Você tem que trabalhar com ele para poder compensar a sua compra, além disso você quer mostrá-lo para os seus amigos e ele precisa te levar aos lugares que você sempre vai.

Mas você não colocou gasolina, ele vai andar? Você já sabe a resposta.

Se você tem um ecommerce e quer que ele venda, você precisa de pessoas que comprem nele. E como fazer para atrair pessoas, sendo que elas nem sabem que a sua loja virtual existe?

É a mesma linha de raciocínio.

A propaganda em si é a gasolina que você precisa para qualquer tipo de negócio, seja offline ou online. E no marketing digital, essa gasolina é o tráfego pago. Que nada mais é quando você atrai visitas para o seu site através de Google Adwords, Facebook Ads, Twitter Ads, etc…

Lembra do primeiro passo deste artigo, o planejamento de personas? Ele também será útil nessa etapa, já que você consegue segmentar os anúncios da sua loja através dessas informações sobre o seu público.

3.1 Redes de anúncios e canais de tráfego mais comuns e indicados para ecommerces

Google Adwords

O Google Adwords permite alguns formatos na sua rede de anúncios como anunciar por palavra-chave ou na rede de display, aparecendo em sites do mesmo segmento do seu negócio.

Facebook Ads

O Facebook também é um ótimo canal para anunciar a sua empresa. Ele permite anunciar até 5 produtos no modelo carrossel, o que aumenta a exposição das suas ofertas.

Remarketing

Essa é uma estratégia para reforçar a sua marca.

No caso de um ecommerce é possível anunciar os produtos que as pessoas deixaram de comprar no seu site.

Sabe quando você visita determinado produto nas Lojas Americanas e depois ele fica te perseguindo pela internet? Isto é o remarketing.

Blog

O blog não poderia ficar de fora, ele é muito importante para a estratégia de marketing de conteúdo. E através dele você pode converter tráfego orgânico – aquele que chega na sua loja de graça, pelo Google.

Não vou me aprofundar muito sobre a vantagem de ter um blog, pois já falamos disso por aqui.

Não o deixe de lado, mesmo que você não consiga ver um retorno tão grande no começo, eu posso te garantir que você verá ao longo dos meses. A estratégia de marketing de conteúdo pode demorar, mas ela funciona!

Crie editorias de acordo com as personas da sua marca e produza conteúdos de topo, meio e fundo do funil de vendas.

Lembrando que os conteúdos devem ser criados com as estratégias de SEO adequadas para que o blog e seus textos consigam ranquear na página de busca do Google.

Redes Sociais

Nessa etapa também são utilizadas as informações das personas. Viu só como a criação das personas da sua marca é a base de qualquer estratégia de marketing?

Primeiramente é importante saber onde as suas personas estão. Se elas estiverem no facebook e no linkedin, não insista em fazer um twitter e gastar suas energias num canal que não dará retorno.

Trabalhe bastante o marketing de conteúdo nas suas redes sociais: compartilhe conteúdos do seu blog, as ofertas e vantagens de comprar na sua loja. E não esqueça do principal, que é se relacionar com o seu público.

 

inbound commerce

4. Como converter no ecommerce

Depois de atrair visitas para o seu site e para o seu blog, chegou a hora de seguir para a próxima etapa do funil de vendas: a conversão dentro da sua loja online.

Crie Landing Pages

A criação de Landing Pages é uma estratégia essencial no Inbound Marketing.

Na loja virtual é possível fazer landing pages com produtos únicos ou promoções imperdíveis, por exemplo. Assim, quando o usuário acessar essas páginas, terá que preencher o formulário com seus dados em troca dos preços e informações sobre os produtos.

É uma excelente forma de segmentar sua base de emails.

Use cupons de desconto

Ofereça descontos no seu ecommerce em troca das informações dos usuários. A partir do momento em que ele preencher o formulário, recebe o desconto ou frete grátis, por exemplo.

Com esses formulários, você pode conhecer ainda mais quem é o seu público, seus interesses e traçar um perfil na hora de enviar um e-mail marketing.

Quando o lead recebe só conteúdos e produtos de seu interesse, fica muito mais fácil dele comprar, né?

Recupere carrinhos abandonados

A tristeza de um dono de ecommerce é ver a taxa de abandono de carrinho crescer, não é mesmo?

A Wordplay fez uma pesquisa que constatou que a maioria das pessoas que costumam abandonar o carrinho é porque encontraram algum custo que não esperava (como frete, por exemplo) ou encontraram um lugar mais barato para comprar.

É aí que entra o remarketing ou o envio automatizado de um email para lembrar os usuários que ele abandonou o carrinho.

Os selos de segurança do site e ainda o modo de pagamento também podem ser aliados neste momento.

Pratique a nutrição de leads

O visitante converteu em alguma Landing Page ou newsletter? Chegou a hora de se relacionar!

É importante enviar email marketing com uma boa frequência e utilizando a linguagem da sua persona. É através do email marketing que você alimentará seus leads com conteúdos do blog, catálogo de produtos, descontos e vantagens de se comprar na sua loja.

Aqui é a hora que você descobra em qual etapa cada lead está até efetuar a compra.

inbound commerce e conversão

5. Convertendo no Blog

A conversão de um blog no Inbound Commerce funciona igual no Inbound Marketing.

Poste com frequência conteúdos de cada etapa do funil no seu blog com a estratégia de SEO adequada, mas não se esqueça: o conteúdo deve ser criado para os usuários, e não para o Google.

Depois é só divulgar nos seus canais de atração, lembra?

Ofereça materiais ricos e gratuitos

Assim como no Inbound Marketing, é preciso oferecer algo em troca das informações dos usuários para transformá-los em leads. A seguir deixo 3 exemplos de materiais ricos para os seus visitantes:

✔️️ Ebooks

Produza ebooks de acordo com os produtos que você vende no seu ecommerce.

Ex: Se a sua loja vende roupas, faça um ebook explicando como combinar peças de roupas ou até mesmo como fazer penteados para cada tipo de roupa e ocasião.

✔️️ Webinar

Converse diretamente e ao vivo com seus usuários sobre algum produto que você venda no seu ecommerce.

Para fazer o Webinar, é preciso apenas de uma câmera e internet. Além disso, as pessoas que estão assistindo podem te enviar perguntas para que você responda ali na hora.

Webinars são muito utilizados em vendas de serviços. Por exemplo, se você vende aulas de inglês no seu ecommerce, que tal marcar uma palestra sobre a importância do inglês para quem vai mudar de país? No webinar você pode divulgar aquilo que você vende sem medo.

✔️️ Vídeos

Produza conteúdos ricos através de vídeos. É a mesma intenção do ebook: levar informações mais completas sobre algum tema para as pessoas.

Nutrição de leads com conteúdos do blog

É importante escrever para todas as etapas do funil de vendas justamente para conseguir nutrir todos os seus leads, de acordo com a etapa que cada um se encontra.

Agora que você já sabe como aplicar cada estratégia de Inbound Commerce fica mais fácil obter conversão na sua loja.

inbound commerce

Inbound Commerce: como aplicar Inbound Marketing para ecommerce
Avalie o post

Sobre o Autor

Mariana Bueno
Mariana Bueno

Curiosa por natureza. Sedenta por constante inovação e evolução de negócios. Delicadamente desastrada, baixinha com espaço enorme para bons conteúdos e as boas cervejas da vida.

VAMOS INVADIR SEU INBOX!

Os melhores hacks, ferramentas, dicas e novidades do Growth Hacking. Chega aí! 👇