Landing Page VS Website: Qual Você Deveria Escolher?

marketing-digital-40

Entender a função de uma landing page ou website vai te fazer economizar milhares de reais que poderiam ser desperdiçados se você fizesse a escolha errada.

Quem nunca ouviu aquela típica história do amigo ou conhecido que investiu algumas centenas de reais em mídia paga (ADs) e não teve retorno algum?

Muito provavelmente ele escolheu um destino errado para suas campanhas.

Estou falando de levar as pessoas certas para o lugar errado.

Neste artigo vou explicar as diferenças entre uma landing page e um website, com o objetivo de tornar o seu investimento em mídia o mais efetivo possível.

Landing Page ou Website?

Uns dos debates mais comuns entre os profissionais de marketing digital é sobre landing page vs websites.

Mas cada vez mais estou lidando com prospects que também tem essa dúvida.

Como a Alaska Marketing Digital é uma agência de performance especializada em CRO, estamos bem familiarizados com essas diferenças e vivenciamos essa confusão todos os dias.

É por isso que montamos esse infográfico abaixo: para esclarecer de uma vez por todas as diferenças e o propósito dos dois formatos.

landing page ou website

Website

Um site é um conjunto de páginas interconectadas com detalhes sobre seus negócios.

É como uma carta de apresentação da sua empresa.

Geralmente os sites comerciais explicam o que a empresa é, o que ela faz e os produtos e serviços disponíveis. Também pode abrigar páginas especializadas, como o blog de negócios, a página de login ou um fórum.

O principal objetivo de um site é descrever e explicar sua organização ou empresa.

Landing Page

Uma landing page é projetada para apresentar uma oferta (talvez um cupom, um e-book ou uma avaliação gratuita) e incentivar os visitantes a reivindicá-la.

Em outras palavras, o foco da landing page é promover uma AÇÃO.

Embora possa estar hospedada dentro do domínio principal do site, a landing page destaca elementos essenciais focados na conversão e geralmente não possui botões de navegação ou outros links para demais páginas.

O principal objetivo de uma página de destino é gerar vendas ou capturar leads.

Website: Quando Usar?

Como expliquei acima, a função do website é apresentar a sua organização.

Em outras palavras: contar histórias.

Pode reparar: todo website possui no mínimo uma página “Sobre nós” ou “A Empresa” (onde geralmente se apresenta a Missão, Visão e Valores), “Locais”, “Entre em contato”, “Conheça o Produto/Serviço” e “Cases/Preços”.

É com essas páginas que você pode explicar, com suas próprias palavras, qual é o seu negócio e o que é esse negócio.

O website é como uma carta de apresentação da sua empresa com todas as informações que o seu prospect precisa saber.

Numa estratégia de marketing digital, o website geralmente é utilizado para SEO ou como um link na assinatura de e-mails ou biografia nas redes sociais da empresa.

Também pode ser utilizado em campanhas de mídia online com fins institucionais ou de branding.

landing page ou website

Landing Page: Quando Usar?

Como você já deve saber, o website de uma empresa tem como objetivo principal apresentá-la ao seus prospects.

Em quase 100% dos casos ele é hospedado como o domínio raiz, e permite navegar por várias páginas.

Destina-se a satisfazer as perguntas e curiosidades dos visitantes.

Ok, mas e as landing pages? Quando e como devo usá-las?

Uma landing page é uma página única com o objetivo específico de levar o seu potencial cliente a executar uma ação.

Essa é uma maneira elegante de dizer que uma landing page é projetada com um único objetivo: gerar conversões.

É claro que para isso você vai precisar de uma landing page persuasiva – mas isso é assunto para outro blogpost.

Curiosidade: existem também alguns nomes alternativos para uma landing page, como: página de captura, página de destino, squeeze page ou página de aterrissagem.

Dependendo do seu objetivo de conversão, pode existir uma variedade de modelos e características que a landing page deverá ter.

Aqui estão alguns exemplos de landing pages:

  • Landing page para gerar leads qualificados (pedidos de orçamento).
  • Landing pages para gerar instalações de aplicativos.
  • Landing pages para coletar leads para nutrição.
  • Landing pages de chatbot.
  • Landing pages de venda direta.

Se você quiser entender melhor sobre a anatomia e os tipos de landing pages, recomendo a leitura do artigo Como Fazer Páginas De Destino Persuasivas Que Geram Vendas Como Um Mestre.

Outra vantagem das landing pages é que elas facilitam a adoção do método científico, provendo Testes A/B muito mais ágeis.

Numa estratégia de marketing digital, uma landing page geralmente é utilizada para campanhas de performance de resposta direita, ou seja, de retorno sobre investimento imediato.

Dizendo isto de uma forma simples: campanhas de mídia online ADs.

Landing Page VS Website: O Veredito

Se você está pensando entre uma solução e outra, considere usá-las juntas.

Como expliquei, cada formato é o ideal para propósitos diferentes e nenhum deve ser substituído pelo outro.

Pense em website para branding (fortalecimento de marca) e landing pages para conversão (oportunidade de venda ou venda-direta).

Fazendo um paralelo com o funil de vendas, eu diria que o website está mais acima do funil, e a landing page está mais abaixo, bem próxima da intenção de compra do usuário.

Desde que você saiba usar da forma correta e se atente para a experiência do usuário, análise de dados, copy e persuasão; o resultado esperado é que você obtenha sucesso.

Ebook CRO

Sobre o Autor

Guilherme Lacerda
Guilherme Lacerda

Sócio-Diretor na Alaska Marketing Digital e blogueiro nas horas vagas. Crio, executo e otimizo estratégias de retorno rápido, mensurando todos os resultados obtidos para maior conversão em vendas.

marketing-digital-40

AUMENTE SUAS VENDAS 🔥

Os melhores hacks, ferramentas, dicas e novidades de Growth Marketing!

Assine a Newsletter: