Como Fazer Páginas de Destino Persuasivas que Geram Vendas Como Um Mestre

marketing-digital-40

Prepare-se para aumentar a sua receita.

Uma página de destino é uma página com objetivo de capturar leads ou gerar vendas online.

Ela é a maior arma que um profissional de marketing digital possui.

Afinal, do que adianta ser bom em conseguir tráfego se você perde prospecções por conta de um site ruim?

Pense bem.

Imagine que você tenha 30.000 visitas em seu site ou landing page, e atualmente cerca de 3% dessas visitas se tornam vendas.

E se você otimizar essa página e a taxa de conversão em vendas saltar para 10%?

Você vai mais do que triplicar a sua receita.

Neste post vou te ensinar a criar páginas de destino campeãs, seguindo princípios e testes comprovados para que você tenha sucesso em vendas utilizando essas landing pages.

O ensinamento aqui também é obrigatório e válido para homepages.

Aspectos Técnicos de Segurança e Desempenho

Essa é a parte chata, porém vital, por isso serei breve.

Você pode ter a melhor página de todos os tempos, mas se ela demora pra carregar, trava ou apresenta erros, pode esquecer de obter lucros com ela.

Você vai estar investindo em tráfego para irritar pessoas que vão odiar a sua empresa.

Portanto invista numa boa infraestrutura de hospedagem para ter um site esplêndido com um desempenho tão gratificante quanto.

Velocidade aqui e tudo.

Segundo o Google, o atraso de 1 segundo no carregamento de uma página pode reduzir as vendas em até 20%.

Um site lento significa que você está perdendo dinheiro.

Vou deixar algumas dicas de ótimos servidores que costumo trabalhar, ok?

Eles são: CloudWays, Configr e SiteGround.

Página de Destino e Landing Pages

Se você não tem a menor ideia do que seja uma página de destino, até o final deste artigo você se tornará mestre nisso.

E mesmo que você já saiba, continue lendo este post pois vou te levar para um outro nível.

Uma página de destino ou landing page, é utilizada em campanhas de performance para atingir objetivos (como captura de leads, vendas online, downloads, etc) de forma mais efetiva se comparado a um website.

Páginas de destino ou landing pages geram mais vendas que um website, por um custo de aquisição mais barato.

Isso acontece porque uma página dessas contém apenas um único objetivo de ação.

Um website possui no mínimo uns 5.

Uma mente confusa sempre diz “não”.

Fazer seus usuários pensarem no que fazer é jogar dinheiro fora. É por isso que as landing pages trazem mais ROI.

Se você está rodando uma campanha de performance, não use um website, use uma landing page.

Elementos Fundamentais

Para uma página ser uma landing page, ela precisa de alguns elementos fundamentais.

Esses elementos são:

Sistema de Navegação

Auxílios visuais e de texto que ajudam os usuários a percorrer uma hierarquia de informações, mostrando-lhes onde estão e para onde podem ir.

Arquitetura de Navegação
O menu navegacional de uma página ou “steps” de um checkout são exemplos de um sistema de navegação.

Sugestão Direcional

Um elemento de design de destaque que incentiva os usuários a se concentrarem em outros elementos específicos.

Para funcionar, as sugestões direcionais devem acentuar o conteúdo mais provável para auxiliar a navegação ou direcionar os motivadores psicológicos dos usuários.

Sugestão direcional
Elementos de imagem sendo usados como sugestão direcional

Chamada para Ação ou Formulário

Uma chamada para ação, ou call-to-action, é um gatilho comportamental que é fácil de identificar e que leva os usuários por meio de um processo.

Do ponto de vista do usuário, ele o traz mais perto de uma ação desejada.

Conecta cada passo no funil com o próximo.

call to action
Exemplo de chamada para ação: “assista um mês grátis”

Já um formulário também tem o objetivo de levar o usuário para o próximo passo, mas não sem antes de coletar algumas informações.

Se você quer que as pessoas comprem algo, você deve eventualmente pedir um número de cartão de crédito, endereço e outros dados.

Lembre-se: sempre que você adicionar um campo de entrada num formulário, pergunte a si mesmo: “Vale a pena perder vendas por essas informações adicionais?”

formulário

Proposta de Valor

Promessa feita para o público-alvo de que, se realizarem uma ação, receberão um benefício.

É mais uma fórmula do que um benefício (motivador puro), e gira em torno do principal valor com o maior apelo ao público possível.

Na maioria dos casos, implica numa troca de custos por benefícios.

Ficou em dúvida de como identificar a sua proposta de valor? Felizmente temos uma ferramenta que te auxiliará nisso.

É usada principalmente no título ou na mensagem principal.

proposta de valor
O NuBank é mais do que um banco: sua proposta de valor deixa isso claro.

Benefícios

Qualquer motivador associado ao produto ou serviço que motive o público por meio de incentivo ou proteção a perda.

Ao contrário da proposta de valor, é menos estruturado e pode ser dito na forma de palavras, frases, imagens ou qualquer veículo de comunicação.

Características do Serviço ou Produto

Uma representação de algo que ajuda seu usuário a conceituar o seu produto ou serviço, com base em seu modelo mental de como o mundo funciona.

Muitas vezes, toma a forma de detalhes factuais sobre algo, narrativa descritiva ou modelos conceituais.

Características do Serviço ou Produto

Charme da Fonte

Uma fonte é uma pessoa, lugar ou coisa com a qual o público interage, direta ou indiretamente, e que pode ser confiável e ganhar uma reputação.

A fonte pode conquistar o público, por meio de sua personalidade e interação social. Ou melhor, do charme.

Exemplo de charme da fonte

Certificados de Confiança

São símbolos visuais visíveis, usados ​​para estabelecer a confiabilidade da fonte (no caso, a sua página de vendas).

Quebra de Objeções

É como um FAQ rápido, utilizado para quebrar todas as possíveis objeções referentes ao seu produto ou serviço que o usuário possa ter.

Endosso ou Apoio

São representações de aprovação expressas por atores de terceiros que endossam a fonte ou seus produtos ou serviços.

Os endossos podem ser expressos por indivíduos, marcas ou grupos de pessoas.

Exemplo de endosso ou apoio

Gerenciadores de Expectativa

Conteúdo usado para informar um usuário sobre o que acontecerá se iniciar um processo.

Gerenciadores de Expectativa

Redutores de Riscos

Conteúdo que reduz a ambiguidade, a ansiedade, o medo ou a incerteza de um usuário.

Redutores de Riscos

Urgência e Pressão

Inserir urgência ou pressão pode fazer uma diferença absurda nas vendas ou resultados da sua landing page.

Qualquer conteúdo que aumente o estresse do usuário, colocando-os idealmente em um estado de ansiedade saudável, é o que chamamos de “inserir urgência”.

É preciso que se sintam pressionados a agir com aversão à perda (o medo de perder o dinheiro se não agirem).

senso de urgência e escassez
Senso de urgência e escassez

Aplicando Persuasão de Vendas

Se você fez sua página de destino seguindo os critérios acima, ótimo.

Agora é hora de otimizar em 999% o desempenho de vendas dela, usando copywriting.

Copywriting, ou “copy”, é a arte e a ciência de escrever textos que geram vendas.Em outras palavras, podemos chamar de “escrita persuasiva”.

Já ouviu aquela frase “palavras tem poder”? Pois elas tem.

Teste A/B: a variação com “It’s free!” gerou 4% mais conversões.

A imagem acima foi um exemplo bem ridículo desse poder.

Acredite em mim, daria pra tornar esse call-to-action ainda melhor.

Ex: “Pare de sofrer com [DOR DO USUÁRIO-ALVO]! Faça seu cadastro agora e tenha [BENEFÍCIO] em X dias!”.

Páginas e Tecnologias Persuasivas são como Pessoas Persuasivas:

✓ São amigáveis.
✓ São sensatas.
✓ Aparentam ser confiáveis.
✓ Demonstram experiência.
✓ São fáceis de entender.
✓ Elas respeitam você e o seu tempo.
✓ Elas tem personalidade.

Framework de Copywriting

Se você quer escrever de forma persuasiva, você precisa direcionar a sua mentalidade para isso.

O framework de “Estágio de Consciência do Consumidor”, irá facilitar a sua criação de landing pages de vendas e copys que poderão ser usados em testes A/B para otimização de conversão.

Estágio de Consciência

Funciona assim: existem 5 estágios de maturidade onde o seu potencial consumidor pode estar.

No estágio de inconsciência, ele sequer faz ideia de que a sua solução pode ajudá-lo, pois ele desconhece que possui um problema.

Assim que ele entende que possui um problema, ele irá buscar por soluções, até de fato chegar na compra do seu produto ou serviço. Nessa jornada ele se torna totalmente consciente.

Cada etapa da jornada possui características próprias que podem determinar o seu sucesso de conversão em vendas.

Afinal, não faz sentido enviar um e-mail sobre o seu produto para quem nem entendeu que possui um problema, né? Seria mais interessante fazer isso para quem está considerando adquirir uma possível solução.

Se você está sem ideia da estrutura que a sua página de vendas deve seguir, então se baseie no seguinte processo:

1º Esclareça a Motivação> 2° Demonstre Valor> 3° Aborde a Ansiedade> 4° Chamada para Ação com Incentivo.

Dessa forma você estará respeitando todas as etapas de consciência do usuário.

Leituras Complementares:

Marketing de Performance

Sobre o Autor

Guilherme Lacerda
Guilherme Lacerda

Sócio-Diretor na Alaska Marketing Digital e blogueiro nas horas vagas. Crio, executo e otimizo estratégias de retorno rápido, mensurando todos os resultados obtidos para maior conversão em vendas.

marketing-digital-40

VAMOS INVADIR SEU INBOX!

Os melhores hacks, ferramentas, dicas e novidades do Growth Hacking. Chega aí! 👇